Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2019

Startups tiveram o melhor ano da história — mas este desafio continua

Imagem
2019 já entrou para a história como o melhor ano da história para os negócios escaláveis, inovadores e tecnológicos brasileiros. Mas um desafio em especial continua: conseguir funcionários com experiência prévia em startups e com habilidades técnicas mais recentes. A análise é unânime entre especialistas ouvidos por Pequenas Empresas & Grandes Negócios para traçar um balanço deste ano para o ecossistema brasileiro de empreendedorismo e inovação. Investimentos e apelo mainstream Segundo Pedro Waengertner, cofundador da aceleradora ACE, o país pode bater a casa dos R$ 9 bilhões de investimentos de capital de risco. No ano passado, as startups brasileiras captaram US$ 1,3 bilhão (ou R$ 5,3 milhões) em aportes. As startups brasileiras ainda precisam superar diversos desafios, desde conversar com o governo sobre regulações e promover o ainda subdimensionado mercado de negócios escaláveis, inovadores e tecnológicos brasileiros. A novidade mais aparente, claro, foram os cinco nov

Feliz Natal

Imagem
Natal é época de renovar os sonhos e metas. É época de celebrar todas as conquistas e os objetivos alcançados. É tempo de reafirmar parcerias, e olhar para a frente com determinação, levando conosco todas as lições que aprendemos. Desejamos a todos um #FelizNatal. Esperamos, por mais um ano, compartilhar grandes momentos e conquistas!

Banca final da nossa pré-incubação 2019

Imagem

Startup cria 'cashback social' que transforma compras em doações para projetos

Imagem
Em português, a tradução literal de cashback seria 'dinheiro de volta'. Espécie de crédito gerado a partir de gastos, ele permite que consumidores usem o valor em compras futuras ou até o enviem para uma conta-corrente. Mas uma startup criou uma versão que desafia o significado do termo. Os 'iguais', como são chamados os créditos distribuídos pela Igual, não viram dinheiro. Em vez disso, são destinados a projetos sociais escolhidos pelos clientes. André Mendes, Gabriel Pinheiro e Marcelo Raimondi, fundadores da Igual (Foto: Divulgação) A solução foi desenvolvida por Marcelo Raimondi, 45, Gabriel Pinheiro, 30, e André Mendes, 30. Convictos de que era possível gerar impacto a partir do consumo, eles primeiro pensaram em criar um cartão de crédito que convertesse gastos em doações. No entanto, o contato com fundos de investimento e mentores os fez entender que a proposta poderia ser ainda mais simples. Em 2018, com um investimento de R$ 50 mil a R$ 100 mil cad